segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

Histórias com água dentro… “O velho e o mar” de Ernest Hemingway

 Histórias com água dentro… “O velho e o mar” de Ernest Hemingway
– no dia 11 de fevereiro de 2014


Por iniciativa dos Serviços Pedagógicos da Câmara Municipal de Torres Vedras, e o acompanhamento de Marta Machado, os seniores do projeto “Clube Sénior” apresentaram na nossa turma a obra “O velho e o mar” com o auxílio do Kamishibai. Depois de se apresentarem e de apresentarem a técnica que iriam utilizar… contaram a história! E, no final, pudemos experimentar a técnica de pintura e saber pormenores da construção do Kamishibai.
Foi um momento inesquecível e estas são as palavras e as imagens que queremos partilhar! 

















Adorei a técnica que os senhores usaram e o facto de, no final, nos terem oferecido alguns dos trabalhos que fizeram.
Bebiana

Gostei imenso! Aprendi que a vida de cada um é parecida com a do livro que apresentaram, e fiquei impressionada por pensar que é possível haver tantas maneiras de compreender um mesmo livro.
E foram tão amáveis connosco!
Bárbara
 
   
  







Gostei imenso da apresentação que nos ofereceram, e da capacidade e imaginação que mostraram aqueles senhores. Foi para mim muito emocionante porque me fez lembrar a minha avó, recentemente falecida. Fez-me refletir sobre as muitas vezes em que menosprezamos o saber dos mais velhos, sem nos darmos conta do valor que têm as suas experiências de vida.
Lúcia

Gostei muito da apresentação, sobretudo gostei da maneira como as pessoas mais velhas conseguem fazer coisas que nunca me passou pela cabeça que soubessem fazer. A mim deu-me vontade de tentar fazer novas coisas que até aqui pensei que não seria capaz, mas afinal… sempre é possível!
Ricardo




 







Gostei de saber novas histórias de vida. Impressionou-me muito esta apresentação e adorei aprender novas técnicas de pintura!
José


Eu achei a sessão muito bonita! Gostei do Kamishihay pela maneira como foi construído e desta nova maneira de contar uma história. Esta apresentação permitiu-me perceber que nunca é tarde para nada, que basta querermos para realizarmos alguma coisa. Também gostei muito dos grafiti que nos ofereceram e daqueles que nós fizemos.
Rita
 

         










Achei a apresentação muito interessante. O senhor António, que apresentou grande parte da história, foi quem mais me espantou, porque apesar dos seus problemas de saúde conseguiu dizer todas as suas falas, mesmo se às vezes teve que ir parando para descansar um pouco a voz. Adorei e desejava que se repetisse.
Sebastião

 


   












Eu gostei de tudo – estas pessoas pareciam ter um espírito mais jovem do que nós às vezes temos. Comovi-me com o sr. António que, apesar das suas dificuldades de vida, nunca desistiu… como o meu avô!
Bernardo



Gostei muito desta sessão teatralizada porque o senti e adorei as pessoas que a apresentaram – foram muito simpáticas e mostraram muito jeito para realizarem o que nos apresentaram. Espero voltar a vê-los  a fazer esta atividade. A escolha do livro também foi muito boa!
Beatriz

Gostei muito!
Foi um excelente trabalho!
André

Foi muito interessante! Senti grande admiração e fascínio pelo trabalho!
Diogo

    








Adorei esta apresentação! Nunca pensei que pessoas com tanta idade tivessem tanta imaginação! Foi um momento emocionante, porque senti as dores e dificuldades que aqueles senhores sentiram quando eram jovens.
Isabella

Senti um carinho muito especial por ver as pessoas fazerem coisas tão criativas.
Alexandru

Achei incrível que pessoas daquela idade estivessem tão entusiasmadas e nos ensinassem tantas coisas! Comoveram-me!
Rodrigo

Gostei sobretudo da maneira como conjugaram a história do livro com os seus exemplos de vida. Gostei tanto que senti que poderia estar todos os dias a ouvir histórias contadas por estes senhores.
Maria Adelaide

        
 









Achei incríveis a força de vontade e a criatividade daquelas pessoas. Tanta vontade de aprender! Senti-me comovida com esta forma tão especial de encarar a vida, a sorrir para ela.
Adorei a apresentação!
Joana

Eu adorei a maneira como aqueles senhores se apresentaram, comparando as suas lutas, os seus problemas, com a história do livro, e como nela eles também não se deixam ir abaixo.
Emanuel

Gostei da sessão porque as pessoas que a apresentaram foram muito simpáticas e atenciosas.
Miguel

terça-feira, 4 de Fevereiro de 2014

Ginástica acrobática

Ginástica acrobática
– no dia 28 de janeiro de 2014
A Diretora de Turma foi ver uma das nossas aulas de ginástica. O tempo passou e nem demos por isso, porque o entusiasmo do que se faz com o gosto e a vontade de fazer sempre melhor suspende-o dos nossos gestos e olhares. O empenho e o brio pela boa execução foram a marca dominante, e as imagens atestam-no.

E  TUDO  ERA  POSSÍVEL 
(…)
      Só sei que tinha o poder duma criança

       entre as coisas e mim havia vizinhança
e tudo era possível era só querer.


                                                          Ruy Belo
O aquecimento
A professora exemplifica sob olhares atentos





















O relaxamento! Que bela aula!

domingo, 19 de Janeiro de 2014

Visita de Estudo à ERP Portugal – 15 de janeiro de 2014

Visita de Estudo à ERP Portugal – no dia 15 de janeiro de 2014
Visitámos (com os colegas do 9ºA e do 9ºC) o Centro de Sensibilização Ambiental ERP em Cascais. A ERP Portugal é uma entidade gestora de resíduos, responsável pelo tratamento e/ou reciclagem de REEE (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos).
Todos nós levámos pequenos equipamentos elétricos e pilhas para entrarem neste processo, e assim se iniciou a nossa visita. 

Fomos elucidados acerca dos conceitos que se prendem com os resíduos que nesta entidade são geridos e com a sensibilização ambiental, quer através da exposição patente neste Centro, quer através de um pequeno filme e de alguns jogos que fizemos a seguir ao seu visionamento.








































Continuamos assim com empenho a nossa formação para a cidadania.

sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013

25 de abril

História – o 25 de Abril
No 1º período iniciámos o estudo do salazarismo e da revolução do 25 de Abril.
Embora o assunto só tenha sido aflorado, 
a turma começou já a elaborar pequenas reflexões
e a fazer algumas pesquisas acerca deste tema.
Dos primeiros trabalhos resultou uma pequena exposição na sala de aula, 
de que apresentamos aqui alguns exemplos.

Um postal sobre a liberdade:


Lemos também o livro de José Jorge Letria “E tudo era possível”,
e fizemos um postal com a capa do livro, um dos nossos cravos
 e uma pequena biografia do autor:

José Jorge Letria
                                  
nasceu a 8 de julho de 1951 em Cascais.
Para além de ser um grande escritor, de poesia e de ficção narrativa, foi também jornalista e político. Da sua experiência no jornalismo destacamos a de redator e editor dos jornais Diário de Notícias e A República. No campo da política, foi membro do PCP de 1972 a 1991 e, fora do espaço partidário, é um cidadão participativo no exercício da cidadania. Também foi cantor.
Foram-lhe atribuídos vários prémios pelas suas obras literárias, dois Grandes Prémios da APE, dois prémios Eça de Queirós, o Prémio Aula de Poesia de Barcelona e o Prix International des Arts et des Lettres.
A sua obra mais recente é este livro autobiográfico E tudo era possível.


O içar das bandeiras

O içar das bandeiras – no dia 7 de novembro de 2013

No 1º período, a equipa coordenadora do Eco-Escolas organizou uma cerimónia em que foram içadas na escola as bandeiras da União Europeia, de Portugal e do Eco-Escolas. A turma Eco-Escola do ano letivo de 2012-13 (o 9º B) esteve presente, e os alunos Ana Rita e Rodrigo participaram ativamente no evento.






A turma continua empenhada neste ano de 2013-14 na recolha de rolhas de cortiça e de plástico para a reciclagem, continuando ativos na sua própria formação de cidadãos preocupados com a vida de todos os seres no nosso planeta.